25 maio2022

    Chef Bianca Folla: diferença entre cuscuz paulista, marroquino e nordestino

    Leia também

    Contagem regressiva para o show de Maria Gadú em Aracaju

    A cantora Maria Gadú está de volta a Aracaju...

    Supermercado realiza Festival de Marcas Exclusivas até dia 31 de maio

    São mais de 100 itens, incluindo alimentos, bazar, higiene...

    Um brinde ao café

    No dia Dia Nacional do Café, que tal celebrar...

    Rancho de São João RioMar

    RioMar Aracaju abre a temporada de festejos juninos e...

    Por: chef Bianca Folla

    Há algumas semanas publiquei no meu Instagram a receita de cuscuz paulista. Porém, muita gente ainda confunde esse prato com o cuscuz marroquino e o cuscuz nordestino. Mas para acabar de vez com qualquer dúvida, mostro aqui as diferenças entre essas três deliciosas e diferentes versões de cuscuz.

    Sabendo disso, aprenda um pouco mais sobre esse prato.

    Banner Espaçamento

    Cuscuz Marroquino

    Tudo começou com o couscous, na grafia francesa, um prato típico do norte da África, criado no século XIII e trazido para o Brasil pelos portugueses.

    Ele é feito, na maioria das vezes, com sêmola de trigo, mas pode ser também de cevada, arroz ou sorgo, todos cozidos no vapor e acompanhando legumes, carne de boi, cordeiro ou frango. Porém, pode também ser preparado na versão doce, com leite, açúcar, frutas secas e especiarias.

    É muito simples preparar o cuscuz marroquino, basta hidratar a fécula de trigo adicionando água ou caldo, e temperos à moda do cozinheiro por cerca de 5 ou 7 minutos.

    O cuscuz marroquino é versátil, leve e saboroso. Deve ser servido sempre à temperatura ambiente e é perfeito para substituir o arroz ou quinoa nas refeições e como não requer cozimento, apenas hidratação, é também extremamente prático.

    No Marrocos, o prato é servido com um molho de sete vegetais, geralmente às sextas-feiras, depois da oração do meio-dia. Já a receita com amêndoas, cebola caramelizada e várias especiarias, é reservada para dias de festa.

    Dica: como o preparo é bem rápido, o ideal é servir sempre fresquinho, já que guardá-lo na geladeira faz com que fique muito úmido.


    Cuscuz Nordestino

    Chef Bianca Folla: diferença entre cuscuz paulista, marroquino e nordestino
    Cuscuz Nordestino – Crédito: Divulgação

    No Nordeste do Brasil e também em alguns lugares do Norte, o cuscuz nordestino, também conhecido como cuscuz de milho, reina absoluto. Diferente das do cuscuz marroquino, o cuscuz nordestino é feito com flocos de milho.

    É servido quente e pode ser recheado com carne de sol, queijo coalho, coco, ovo, manteiga ou o que mais você quiser. Levemente adocicado, ele é muito consumido no café da manhã ou lanche da tarde acompanhado com uma xícara de café quentinho.

    Cuscuz Paulista

    Chef Bianca Folla: diferença entre cuscuz paulista, marroquino e nordestino
    Cuscuz Paulista – Crédito: Divulgação

    No Sudeste do País, o cuscuz foi difundido pelos bandeirantes e ganhou as mesas da região ao longo do tempo. Dos tabuleiros das escravas no pátio do colégio às famílias paulistanas tradicionais, o cuscuz é popular em São Paulo desde o século XVIII.

    Mas o cuscuz paulista é bem diferente do cuscuz nordestino. Ele é salgado, servido sempre gelado, cortado em fatias. É perfeito para ser servido como entrada ou acompanhamento para peixes, por exemplo.

    Em seu preparo, a farinha de milho grossa é cozida com temperos e ingredientes variados, como pimentões, cebola, alho, coentro, ervilha, tomate, ovos, frango, sardinha e camarão. A mistura é levada à geladeira em forma similar às utilizadas para fazer pudins.

    Leia mais: Receita: Cuscuz Paulista

    É considerado um prato típico das festas populares, podendo ser encontrado principalmente nas festas juninas, no Natal e no Ano Novo.

    Por fim, saiba que o cuscuz, em suas diferentes versões, não é comum apenas por aqui. Além do Brasil, o cuscuz também é consumido em outros países da América Latina, em Portugal, nos países árabes, em Cabo Verde e na França, onde uma pesquisa apontou como o terceiro prato mais popular em 2011.

    Chef Bianca Folla é formada em Direito pela PUC/SP e Gastronomia no SENAC/SP. Atua na área desde 2005 e seu currículo é recheado de muitos cursos e concursos no Brasil e exterior.

    Site / Instagram

    Foto Destaque: Divulgação
    Foto Destaque – Legenda: Cuscuz Marroquino

    Fonte feed: Via Feed Sabor à Vida/b>