20 maio2022

    Cristiano Ronaldo causa prejuízo de R$ 20 bi à Coca-Cola com gesto antes de entrevista

    Leia também

    ‘Papo de Jardim’ promove roda de conversa sobre maternidade

    Encontro tem acesso gratuito e acontece na quinta-feira, 19...

    Vailton Linhares comemora 10 anos de sucesso cerimonial

    Nesta quinta-feira, 19, o cerimonialista Vailton Linhares reúne familiares,...

    GBarbosa terá ação no Dia da Coxinha, 18 de maio

    Crocante por fora e bastante recheada por dentro, a coxinha...

    Da Jovem Pan

    Cristiano Ronaldo provocou um enorme prejuízo à Coca-Cola com um gesto feito antes da entrevista coletiva concedida na última segunda-feira, 14, na véspera da estreia de Portugal na Eurocopa – a seleção portuguesa encara a Hungria a partir das 13 horas (de Brasília) de hoje, em confronto válido pelo Grupo F. Ao entrar na sala de imprensa, o atacante retirou duas garrafas do refrigerante da sua frente e pediu para que as pessoas bebessem água ao invés dos produtos da empresa estadunidense. Como consequência, a Coca-Cola viu as suas ações na bolsa de valores e o seu próprio preço despencarem.

    De acordo com o jornal espanhol “Marca”, antes de Cristiano Ronaldo realizar o polêmico gesto, cada ação da Coca-Cola valia 56,10 dólares. Após a entrevista do craque português, a ação caiu para 52,22 dólares, registrando uma queda impressionante de 1,6% no total do valor da companhia na Bolsa europeia. Além disso, o total de patrimônio da empresa na Europa passou de 242 bilhões de dólares a 238 bilhões de dólares, uma perda de 4 bilhões de dólares (cerca de R$ 20 bilhões, na cotação atual) com a atitude da estrela da Juventus.