24 maio2022

    Frango agridoce é boa opção para diversificar comida do dia a dia

    Leia também

    Rancho de São João RioMar

    RioMar Aracaju abre a temporada de festejos juninos e...

    Influenciadora digital Ludja Victória participa do “Sal e Brasa Convida”

    A influenciadora digital Ludja Victória foi a convidada da...

    Influenciadora digital Giulia Thalia conhece as delícias do Mirante

    A influenciadora digital Giulia Thalia foi conhecer as delícias...

    Tac Tacs chega ao RioMar Aracaju trazendo o parque ‘A Fazendinha’

    Criados pelo Grupo Blitz, empresa especializada em gerar trabalho...

    Olá, cozinheiros! Bem-vindos a mais uma aventura na cozinha!

    Pratos do tipo agridoce (acre mais doce) são tão comuns na cozinha asiática que até esquecemos que também existem em outras culturas. Historicamente a combinação era também muito usada na Europa, principalmente com romanos e depois na Idade Média.

    Por alguma razão, porém, os molhos com sabores adocicados e ácidos usados em pratos salgados e muitas vezes também apimentados se tornaram uma marca registrada da culinária oriental.

    Alguns dizem que a origem do que chamamos hoje de molho agridoce (o caldo espesso vermelhinho que se molham rolinhos primavera) é chinesa e vem de uma mistura simples de açúcar e vinagre. Ou seja, nada a ver com a definição atual.

    Fato é que, além de o molho agridoce ser muito gostoso em sabor, pratos asiáticos são em geral práticos de preparar. Isso tem a ver com a antiga escassez de combustível e o fato de que os alimentos eram cozidos em temperaturas altíssimas o mais rápido possível.

    Você provavelmente já viu uma preparação de yakissoba em uma barraca de rua: a panela wok pelando, os vegetais e carnes pulando, e a coisa toda fica pronta em minutos.

    Essa receita segue (quase) a mesma tônica. Não fosse pelo arroz que se serve junto e leva um pouquinho mais de tempo. Seria uma preparação de cerca de 20 minutos. Ideal para quem corre muito no dia a dia, mas quer dar uma repaginada no franguinho do almoço, não é mesmo?

    Uma outra variação desta mesmíssima ideia de frango agridoce que ilustra o texto de hoje é fazer espetinhos com a carne (que podem ser assados na brasa ou empanados e fritos) e servir com o molho à parte. Ótimo como petisco na happy hour ou para um jantar informal.

    Então, fique em casa e vamos para a cozinha? Até a próxima!


    FRANGO AGRIDOCE

    Dificuldade: Fácil

    Rendimento: 4 pessoas

    Ingredientes

    4 peitos de frango em cubos

    ½ xícara (chá) de farinha de trigo

    4 colheres (sopa) de óleo

    Suco de um limão

    Sal e pimenta-do-reino a gosto

    1/2 xícara (chá) de ketchup

    3 colheres (sopa) de vinagre

    4 colheres (sopa) de açúcar mascavo

    1 colher (chá) de gengibre ralado

    Juliana Ventura, 36, é jornalista formada pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), pós-graduada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e professora de culinária para crianças.

    email: aventuranacozinha@grupofolha.com.br

    Instagram: @venturanacozinha

    Fonte feed: Via Feed Folha de S.Paulo