25 maio2022

    Perseguição a Lázaro aumenta 80% vendas de restaurante: ‘Mas rezamos todo dia’

    Leia também

    Contagem regressiva para o show de Maria Gadú em Aracaju

    A cantora Maria Gadú está de volta a Aracaju...

    Supermercado realiza Festival de Marcas Exclusivas até dia 31 de maio

    São mais de 100 itens, incluindo alimentos, bazar, higiene...

    Um brinde ao café

    No dia Dia Nacional do Café, que tal celebrar...

    Rancho de São João RioMar

    RioMar Aracaju abre a temporada de festejos juninos e...

    Há dois anos, Marcelo Pereira Farias é proprietário do Restaurante e Conveniência 070, às margens da BR 070, em Girassol, Goiás. Com a perseguição policial a Lázaro Barbosa, o comerciante passou a vender 80% a mais de refeições do que costumava servir antes da região ser tomado por centenas de policiais e jornalistas, há 14 dias.

    À coluna, o empresário e a mulher, Lais Marques, contaram que o estabelecimento se tornou um point. “Nosso movimento era um e, devido a essa caça, aumentou na faixa de 80%. A maioria da imprensa e das redes de televisão almoça aqui porque fornecemos wi-fi, banheiro e televisão em um lugar amplo e arejado. E, a cada dia, estamos tentando melhorar mais”, aponta Marcelo.

    “É lógico que a gente reza todos os dias pra achar esse cara e tudo, mas é que, financeiramente falando, deu uma alavancada e teve até mais empregos aqui”, emenda ele, que orgulha-se de cozinhar no fogão à lenha e servir em panela de barro “os produtos da roça, como leite, amendoim e café de Girassol puro moído na hora”.

    São dois preços de marmitas: R$ 10 e R$ 12. Para comer no local, o prato feito sai a R$ 15 e, a opção por quilo, R$ 25.  Arroz, feijão, macarrão, legumes, linguiça e frango fazem o bufê desta quarta-feira (23). “E também temos churrasco”, complementa.

    Segundo Marcelo, por outro lado, comerciantes do entorno estão sofrendo muito. “As chácaras e quitandas, as mercearias pequeninhas. Esse pessoal teve que abandonar e teve um prejuízo muito grande, não só financeiro mas também psicológico pra própria população”, finaliza.

    Fonte feed: Via Feed Revista Menu