segunda-feira, abril 15, 2024

Cerveja artesanal de roqueiro holandês chega ao Brasil com 4 estilos

Leia também

Fábio Snoozer apresenta-se neste domingo no Shopping Jardins

Músico é atração do projeto Viva Música O cair da...

Trupe Guaraná apresenta show de mágica neste fim de semana

Espetáculos gratuitos acontecem neste sábado e domingo, 13 e...

Roupa Nova anuncia sessão extra em Aracaju no dia 22 de maio

Após os ingressos do show se esgotarem com apenas...

Um a cada três bares em Sergipe opera no prejuízo; saiba os motivos

A pesquisa é da Associação Brasileira de Bares e...

Uma nova cervejaria holandesa acaba de aterrissar em terras brasilis, a Brouwerij’t Ij (leia-se Brouéri Ei; os mais íntimos podem chamá-la apenas de Ei).

Nascida em 1983, a cervejaria é relativamente nova para os padrões europeus. E sua história se cruza com a da obscura (para nós) banda holandesa de pop rock Door Mekaar.

Explica-se: baixista e compositor da banda, que teve algum sucesso nos Países Baixos no fim dos anos 1970, Kaspar Peterson conheceu e ficou maravilhado com as cervejas artesanais belgas em uma turnê por aquelas paradas —lembrando que a distância de Bruxelas a Amsterdã é menor do que a de um Rio-São Paulo.

Com o fim da banda, Peterson mudou de paixão e decidiu se concentrar na produção de uma cervejaria artesanal local; assim nasceu a Brouwerij’t Ij (Ij é o nome de um lago na região).

Em 1985, a cervejaria foi instalada numa antiga casa de banho, lugar ideal para a fábrica, com seu piso de azulejos e área de drenagem da água. Para melhorar, fica ao lado do maior moinho de madeira de Amsterdã, ótima referência de localização.

Hoje a Brouwerij’t Ij é uma das principais cervejarias do país, e integra desde 2015 o grupo Duvel Moortgat. 

De suas oito cervejas de linha, quatro estão chegando no Brasil, incluindo a primeira versão em lata. Todas estão disponíveis no ecommerce da Todovino (todovino.com.br). Ei-las:

Ij Zatte – Essa belgian tripel com 8% de álcool foi o primeiro rótulo da cervejaria holandesa e é seu carro-chefe. Dourada, clássica e forte, por R$ 23,99;

Ij Wit – Mais uma vez a inspiração é belga para essa witbier. Ao contrário de outras do gênero, a Ij Wit é mais potente, com 6,5% de álcool, por R$ 23,99;

Ij IPA – India pale ale clássica, com lúpulos americanos. É uma das poucas que não usa a figura do avestruz com o moinho no rótulo, por R$ 23,99;

Ij Blondie – Lançada em 2020, é a primeira versão em lata da fábrica holandesa. Aqui, volta a inspiração belga, com uma blondie dourada de 4,8% de álcool, por R$ 14,99.

Fonte feed: Via Feed Folha de S.Paulo