23 maio2022

    A remarcada Terra Tupi

    Leia também

    Influenciadora digital Ludja Victória participa do “Sal e Brasa Convida”

    A influenciadora digital Ludja Victória foi a convidada da...

    Influenciadora digital Giulia Thalia conhece as delícias do Mirante

    A influenciadora digital Giulia Thalia foi conhecer as delícias...

    Tac Tacs chega ao RioMar Aracaju trazendo o parque ‘A Fazendinha’

    Criados pelo Grupo Blitz, empresa especializada em gerar trabalho...

    Troca de material reciclável por árvores frutíferas

    Troca de árvores frutíferas e oficina de consumo consciente...

    Coluna TAC no Jornal da Fan

    Lá da foz do São Francisco ao norte do Estado de Sergipe, no Brejo Grande, até o sul, no Rio Real em Indiaroba, nossos 163 quilômetros de litoral preservam uma reserva que não sofreu invasões de garimpeiros, pescadores, caçadores, posseiros ou madeireiros. Quem invadiu foram os foodies

    Abramos um parênteses. Foodies são povos diferentes dos gourmets. Os gourmets buscam um refinamento, uma apreciação. Já os foodies vão além. Querem saber da degustação sim, mas de tudo mais que envolve aquele prato: ingredientes, preparo, a louça, o impacto ambiental da operação, e por aí se vai.

    Com duas palmeiras adornando a entrada do restaurante, o Terra Tupi – do chef Leu Nascimento – vai dando o tom em detalhes como um cardápio com papel reciclado e cubas de lavabo feitas de barro. Os talheres não vão envolvidos em plástico, vão numa caixinha de madeira até a mesa. O Terra Tupi insere, sutilmente, um pouco da língua dos primeiros moradores dessas terras ao nominar seus pratos, e a cerâmica remete aos povos que o injusto Brasil negligência condições básicas de sobrevivência. 

    À comida!  Entradas como o Mairá, um pão folha recheado com queijo, rúcula e tomate servido com humus; ou o Camarão de Pescador com Maionese de Coco são belas opções de ‘Caraubas’, entradinhas. 

    Aos principais, nossa sugestão passa pela Carne de Sol de Cordeiro feita na manteiga de garrafa e alho, que você pode – como sugestão – ter acompanhada de nhoque de batata ao molho de queijo coalho, e batatas rústicas com queijo Pajé. 

    Pra fechar o menu, sonhar: sonhos, quentinhos, recheados com ‘amor’. 

    SERVIÇO

    Onde: Na Passarela do Caranguejo. Orla de Atalaia.
    Preços: Mairá, R$ 27; Camarão de Pescador, R$ 16; Carne de Sol de Cordeiro, R$ 36; Sonhar; R$ 12,50/2und.
    Coisa boa: os burgers e sucos
    Uma coisa excelente: opções pra quem é vegetariano
    Como pagar: dinheiro e cartões
    Estacionamento: na região da Passarela.
    Funcionamento: terça à domingo, das 12h às 21h

    Artigo anteriorRisoto de Cogumelos
    Próximo artigoArroz Marroquino