25 maio2022

    Mesmo após reabertura, 40% dos restaurantes ainda estão no vermelho

    Leia também

    Contagem regressiva para o show de Maria Gadú em Aracaju

    A cantora Maria Gadú está de volta a Aracaju...

    Supermercado realiza Festival de Marcas Exclusivas até dia 31 de maio

    São mais de 100 itens, incluindo alimentos, bazar, higiene...

    Um brinde ao café

    No dia Dia Nacional do Café, que tal celebrar...

    Rancho de São João RioMar

    RioMar Aracaju abre a temporada de festejos juninos e...

    Mesmo com a reabertura do comércio em diversas regiões do Brasil, resultado da vacinação contra a covid, os bares e restaurantes ainda estão em situação financeira delicada, informa pesquisa recente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

    Segundo o levantamento, 37% dos empresários do setor afirmaram em julho que ainda trabalham no prejuízo. Já é um alento em comparação a junho, quando esse índice foi de 54%. Em abril, 77% dos proprietários de bares e restaurantes disseram estar no vermelho.

    Para o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci, os indicadores sinalizam que os clientes estão recobrando a coragem de comer fora de casa. Mas não é motivo para celebrar. “O indicador ainda é alto, estamos falando de mais de um terço das empresas ainda sem conseguir se restabelecer”, afirmou.

    “Mostra, no entanto, que a retomada está acontecendo, junto com a flexibilização por parte dos estados e municípios. E, mais importante ainda, a confiança dos clientes em frequentar os bares e restaurantes também está voltando”, disse Solmucci, de acordo com reportagem do site R7.

    A consequência da melhora já é nítida na folha de pagamentos de agosto. Segundo a entidade, 16% das empresas disseram não ter conseguido honrar integralmente os salários de seus funcionários. Em julho, este número chegou a 27% e, em abril, 91%.

    De acordo com Solmucci, o número de empresas que apontaram estar com dívidas em atraso também reduziu. Foram 54% no último levantamento, contra 64% em julho e 77% em maio.

    A pesquisa da Abrasel ouviu 1.272 estabelecimentos de todo o Brasil entre os dias 12 e 24 de agosto.

    (*) Da redação da Menu

    Fonte feed: Via Feed Revista Menu