segunda-feira, fevereiro 26, 2024

O pão é mesmo o vilão da alimentação saudável? Professora de Nutrição fala sobre o assunto

Leia também

Cachaça de Jambu e Licor de Banana estrelam carta de drinks com raízes brasileiras do Miltes Bar

Com preparos autorais exóticos, o novo empreendimento gastronômico curitibano...

Confira as opções de lazer para as famílias neste fim de semana

Parque temático, encontros com o personagem Bita, Semana do...

Projeto Tamar lança exposição no RioMar Aracaju

RioMar Aracaju recebe exposição educativa do Projeto Tamar A partir...

Neste sábado, shopping de Aracaju promove mais uma campanha de adoção de pets

Adoção de Estimação acontece neste sábado (24), em parceria...

Inscrições abertas para cursos gratuitos no Instituto JCPM em Aracaju

Oportunidades em três diferentes formações são destinadas a jovens...

O pão ajuda ou atrapalha na dieta? Se você não pensou duas vezes antes de responder, é muito provável que tenha respondido errado. Ao contrário do que muita gente pensa, o pão não faz mal, e de acordo com a Organização Mundial da Saúde, ele pode e deve ser incluído na dieta do dia a dia, já que a recomendação diária de consumo de carboidratos é de 60%.

O pão não engorda assim como a maçã não emagrece. Esses processos são complexos e dependem de uma enorme quantidade de fatores. Para a coordenadora e professora do curso de Nutrição, Julia Franco Maciel, todo esse estigma do pão não passa de um mito. “Quando falamos de alimentação, levamos conosco, além da ciência, os mitos e conceitos que são formados na sociedade sobre os alimentos. Dentro deste panorama, o pão foi categorizado por muitos como o vilão da alimentação sob a ótica de ser um alimento que faz com que a pessoa “engorde”. Na verdade, isso é um grande mito.”, explica.

Júlia Franco Maciel

O bom e velho pão francês ainda é figura principal no café da manhã dos brasileiros. Muito conhecido por vários nomes, ele pode ser nomeado de formas diferentes dependendo da região. Conhecido como “pão jacó”ou “pão de sal” aqui em Sergipe, quando vem acompanhado de uma manteiga ou quentinho na chapa, então… vale a pena incluí-lo na dieta.

A professora orienta, “A partir do objetivo nutricional traçado entre o paciente e o nutricionista, conseguimos utilizar estratégias que vão beneficiar e tornar cada vez mais saudável a rotina, como por exemplo, fazer o consumo do pão junto com uma proteína, preferir os pães que sejam com trigo integral, evitar o consumo de gorduras, preferir pães de produção caseira e evitar os pães ultraprocessados (aqueles que vêem em saquinhos possuem grande prazo de validade).”

Indispensável para muitos, questionado por outros, este alimento não pode ser considerado como vilão da dieta. Afinal, é uma boa fonte de energia. Entretanto, assim como tudo na vida, exige moderação.

“Os alimentos, de forma isolada, como o pão, não podem ser considerados vilões da saúde ou de uma alimentação saudável. Na verdade, o equilíbrio alimentar é atingido ao conseguir comer uma vasta variedade de alimentos que devem fazer parte da rotina alimentar.”, conclui Julia.

Uma boa opção para comer um pão mais saudável é prepará-lo em casa. Mas, se não tiver como, prefira os menos industrializados possíveis. Para não errar na quantidade, conte com a ajuda de um nutricionista para a construção de um cardápio equilibrado. Além disso, mantenha a prática constante de atividade física.