segunda-feira, março 4, 2024

Segurança do Burger King agride garoto de 12 anos que pedia comida

Leia também

Guylian traz novidade em sua linha para Páscoa

A marca de chocolate belga aumenta seu portfólio com...

Inscrições abertas para a Meia Maratona 21k Sergipe Run

Consolidada como uma das mais importantes corridas de rua...

10ª Edição do Café com Case discute o direito à cidade

Organizado por estudantes do quarto período do curso de...

Um menino de 12 anos foi agredido por um segurança da unidade do Burger King na Rodovia Anchieta, zona sul de São Paulo, na terça-feira (15).

Segundo reportagem da TV Globo, o garoto pedia comida a clientes da lanchonete quando recebeu um copo de refrigerante de uma mulher que deixava o local. O menino então entrou na loja para enchê-lo com “refil” da bebida, mas o segurança o acompanhou, arrancou o copo de sua mão e jogou o item no lixo.

Ao deixar o local, o garoto ainda foi agredido pelo segurança, que utilizou um cinto para atingi-lo nas costas. Após bater na criança, porém, o segurança foi atacado por um homem que estava com o menino.

Um vídeo gravado por um cliente mostra o segurança sendo derrubado e agredido com chutes. Outros clientes e funcionários interromperam a briga.

A mãe da criança também reagiu ao saber que o filho havia sido agredido pelo segurança. Ela foi até o estabelecimento cobrar um posicionamento da administração, mas foi ironizada pelos funcionários.

“Eles ficaram dando risada, todo mundo. Não vou deixar isso assim”, disse a mãe do garoto, que acredita que o episódio foi motivado por racismo.

Em nota, o Burger King afirmou que rompeu o contrato com a empresa que fornecia os seguranças para a lanchonete. A rede de fast-food disse também que “repudia qualquer ato de violência” e “segue apurando o caso para tomar as medidas cabíveis”.

(*) Da redação da Menu

Fonte feed: Via Feed Revista Menu