domingo, abril 14, 2024

Aprenda a fazer frango à parmegiana sequinho e crocante | Receitas do Marcão

Leia também

Fábio Snoozer apresenta-se neste domingo no Shopping Jardins

Músico é atração do projeto Viva Música O cair da...

Trupe Guaraná apresenta show de mágica neste fim de semana

Espetáculos gratuitos acontecem neste sábado e domingo, 13 e...

Roupa Nova anuncia sessão extra em Aracaju no dia 22 de maio

Após os ingressos do show se esgotarem com apenas...

Um a cada três bares em Sergipe opera no prejuízo; saiba os motivos

A pesquisa é da Associação Brasileira de Bares e...

Dar receitas de todos os países da Copa do Mundo, eu já sabia no início, envolve explorar certas culinárias desconhecidas no Brasil.

A australiana, por exemplo.

Não, na Austrália não se come pão marrom e cebola gigante frita. Isso é invenção de uma rede de restaurantes americanos que finge ser canguru.

A Austrália é uma ex-colônia inglesa que fica razoavelmente próxima da Ásia. Tem o fish and chips e a torta de carne britânicos, tem também uns noodles de Cingapura, uns curries tailandeses e coisa e tal.

O prato australiano de maior fama internacional é um doce: a pavlova. Trata-se de um merengue assado, um suspirão com calda de frutas. Algo que foge ao meu repertório e às minhas habilidades na cozinha.

Por sorte, descobri que uma comida extremamente popular na Austrália é a nossa velha conhecida parmegiana. Aqui a gente prefere com bife, lá eles gostam mais com frango.

Sempre ouvi que o filé à parmegiana é uma invenção brasileira, quase uma aberração, pois na Itália ele só fazem isso com berinjela –e, para confundir mais, o prato (cujo nome remete a Parma, no Norte) é típico do sul italiano.

Se é verdade, várias outras pessoas tiveram a mesma ideia em vários outros lugares. Nos EUA, fazem parmegiana de vitela. Na Argentina, há o maravilhoso caos geográfico-culinário da milanesa napolitana. E na Austrália tem o chicken parmigiana, documentado na culinária local desde os anos 1950.

O “parma” é comida de boteco na Austrália. É “comfort food”.

A receita de parmegiana varia muito pouco de país para país. Em qualquer lugar, o desafio é manter a casquinha crocante –e a imensa maioria fracassa terrivelmente nesse quesito.

Para não encharcar o empanado, você vai precisar pegar bem leve no molho de tomate. E acrescentá-lo só no final, por cima do queijo que já estiver derretido.

Os australianos gostam do seu “parma” com fritas e salada. Você pode substituir as folhas por arroz. Ou fazer como no Nordeste do Brasil, acompanhar com macarrão. A Austrália está longe demais para se apegar a purismos com um prato bastardo.


Chicken permegiana

Rendimento: 2 porções

Dificuldade: médio

INGREDIENTES

2 filés de peito ou coxa de frango (aproximadamente 100 g cada)

1 dente de alho

1 xícara de farinha de trigo

1 ovo

1 xícara de farinha de rosca

Óleo para fritar (quanto baste)

100 g de muçarela

4 colheres (sopa) de molho de tomate

2 colheres (sopa) de parmesão ralado

Sal, pimenta-do-reino e manjericão a gosto

PREPARO

  1. Aqueça o forno na temperatura máxima
  2. Tempere o frango com sal e pimenta.
  3. Coloque, numa panela ou frigideira, uma camada de cerca de 1,5 cm de óleo vegetal. Aqueça em fogo baixo por cerca de 5 minutos.
  4. Monte 3 pratos fundos lado a lado: 1 com a farinha de trigo, 1 com o ovo ligeiramente batido e 1 com a farinha de rosca.
  5. Passe cada filé de frango primeiro na farinha de trigo, depois no ovo e, por último, na farinha de pão. Frite um filé por vez até obter uma casca dourada. Escorra em papel-toalha e reserve.
  6. Numa travessa ou assadeira, coloque os filés e, sobre eles, a muçarela picada ou ralada. Leve ao forno por 5 minutos. Por cima do queijo derretido, distribua o molho e o parmesão. Devolva ao forno para terminar de gratinar.
  7. Sirva com o acompanhamento de sua escolha.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

Fonte feed: Via Feed Folha de S.Paulo