quarta-feira, fevereiro 21, 2024

No Dia das Crianças, uísque ou menu kids do Paris 6?, por Cozinha Bruta

Leia também

Pão Recheado com Atum: pra fazer em casa

Rendimento: 12 porçõesTempo de Preparo: 90 minutosCalorias: 175 a...

Aracaju recebe a exposição ‘O Fantástico Mundo Marinho’

Exposição "O Fantástico Mundo Marinho" chega ao RioMar Aracaju...

Pré-Caju 2024 será lançado no dia 22 de março

Durante a solenidade, serão anuciadas a programação e demais...

Calma. Pode guardar as pedras. Isto é só uma provocação.

Hoje, quarta-feira, 12 de outubro, Dia das Crianças, postei mais uma vez um vídeo que sempre faz sucesso nas redes sociais.

É um antigo programa da TV francesa, a que o compositor Serge Gainsbourg compareceu como homenageado. De surpresa, surgem muitos meninos fantasiados de Serge –segurando cigarros apagados, copos com algo que é para parecer uísque, de blazer, óculos escuros e maquiagem para imitar barba por fazer.

O coral infantil interpreta “On Est Venu Te Dire Qu’on T’aime Bien”, uma bela canção de Serge. Ele, com o rosto desfigurado pelo álcool e fumando no estúdio, fica comovido e desmorona em lágrimas.

É tudo absolutamente surreal. Tudo impensável para os dias atuais, até mesmo na França –que por um bom tempo resistiu como último bastião do ativismo tabagista. As pessoas acham engraçado de tão bizarro que é.

Corta para 2022 e a postagem de um restaurante, presumidamente francês, de São Paulo.

O Paris 6 publicou no Instagram suas opções de cardápio infantil –o famigerado menu kids– para este feriado. A primeira foto tem um filezinho triste e acinzentado, com guarnição de macarrão com molho de tomate.

Então temos duas situações extremas para as crianças. Fomos de um descontrole em que a exposição ao fumo e ao álcool era considerada OK. Chegamos ao ponto em que restaurantes, por preguiça deles mesmos ou dos pais em geral, imbecilizam a alimentação da garotada.

Nunca vou me conformar com o fato de que sempre empurram para as crianças filezinho com macarrãozinho, hamburguinho com batatinha sorriso e franguinho com arroz.

Dá para proteger nossos filhos sem tratá-los como idiotas.

Dá para melhorar muito o cardápio infantil sem chegar nem perto de servir uísque para menores. Que tal servir a mesma coisa que os adultos comem, para que as crianças ampliem seus horizontes alimentares?

Ah, não. Dá muito trabalho. O Luca (pós-Enzo) não come nada disso. Então tome macarrão mole pra pivetada.

(Siga e curta a Cozinha Bruta nas redes sociais. Acompanhe os posts do Instagram e do Twitter.)


LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.



Fonte feed: Via Feed Folha de S.Paulo