sábado, março 2, 2024

Comida congelada é eleita ‘prato do ano’ no Japão, para surpresa geral

Leia também

A fumaça começou a sair de uma caixa quando o vencedor do ‘prato do ano’ do Japão foi revelado. Mas, ao contrário do que se poderia supor, o conteúdo da preparação não era um peixe minuciosamente cozido ou uma sobremesa incrível, mas sim uma variedade de carnes congeladas e pizzas, que estavam ainda em suas embalagens fechadas.
Segundo informações da CNN, todos os anos o Instituto de Pesquisa Gurunavi, que administra um site popular que permite aos usuários pesquisar os melhores restaurantes do Japão, elege o tal “prato do ano” daquele país. O prêmio tem como objetivo destacar as tendências alimentares em evolução no Japão

E o prato de 2022 chamou a atenção justamente por se tratar de comida congelada. Os premiados anteriores, por exemplo, incluíram “alimentos à base de plantas” e itens da “culinária chinesa”. Mas o vencedor deste ano destaca o quanto a pandemia de Covid-19 afetou os japoneses e seus hábitos alimentares.

O instituto diz que a pandemia levou mais restaurantes a congelar seus pratos, principalmente para quem quisesse comprar e levar para casa, aquecer e consumir. Além disso, os métodos de congelamento rápido permitiram que os chefs mantivessem a integridade do prato, com alguns até dando uma chance ao sushi congelado, o que parece bastante chocante ou inovador, já que o sushi é um dos ícones da culinária japonesa.

Reflexos da pandemia

A Aeon, uma das maiores redes de supermercados do país, abriu em agosto uma loja especializada em alimentos chamada @Frozen, que vem mais de 1.500 opções de alimentos congelados em um espaço de 420 metros quadrados na província de Chiba, mostrando que os novos tempos – e novas formas de consumo alimentar – chegaram ao Japão possivelmente para ficar.

A Lawson, uma grande rede de lojas de conveniência, expandiu as seções de alimentos congelados em 5.000 de suas lojas de varejo, incluindo itens de sobremesa e até sashimi, de acordo com a emissora pública japonesa NHK.

Tradicionalmente, as famílias japonesas costumavam comprar vegetais frescos entre outros ingredientes do supermercado diariamente. Mães e esposas faziam bento boxes para seus maridos e filhos pela manhã. Mas a pandemia e a mudança dos papéis de gênero transformaram esse modo de vida.

“Ultimamente, mais e mais mulheres japonesas estão trabalhando fora de casa”, diz Yoshiko Miura, consultora de consumo da Japan Frozen Food Association, segundo a CNN.

“Eles também tendem a preparar comida para sua família… [mas] seu tempo é muito limitado”, contou Miura em entrevista à NHK. “Além disso, a população do Japão está envelhecendo e um grande número de pessoas vive sozinha. Reunir ingredientes, prepará-los e cozinhá-los exige tempo e esforço. Alimentos congelados ajudam a resolver esse problema.”

Fonte feed: Via Feed Revista Menu