segunda-feira, março 4, 2024

Três irmãs que incentivam microrrevoluções ambientais conquistam Prêmio Lixo Zero Brasil

Leia também

Guylian traz novidade em sua linha para Páscoa

A marca de chocolate belga aumenta seu portfólio com...

Inscrições abertas para a Meia Maratona 21k Sergipe Run

Consolidada como uma das mais importantes corridas de rua...

10ª Edição do Café com Case discute o direito à cidade

Organizado por estudantes do quarto período do curso de...

Repensar o consumo, utilizar materiais reutilizáveis e produzir itens de limpeza e cosméticos com receitas caseiras são algumas dicas das irmãs para adotar hábitos sustentáveis

O esforço contínuo do Verdes Marias – movimento de três irmãs que estimulam a busca por uma vida mais sustentável – de aumentar a conscientização ambiental foi reconhecido pelo Prêmio Lixo Zero Brasil. Mariana Moraes, Maria Carolina Moraes e Maria Clara Moraes foram as vencedoras na categoria “influenciadores”, concedida àqueles que se sobressaíram na promoção do conceito lixo zero no país por meio do exemplo, trabalho e dedicação.

A Zero Waste International Alliance definiu lixo zero como: uma meta ética, econômica, eficiente e visionária para guiar as pessoas a mudar seus modos de vida e práticas de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, onde todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo”. Promovido pelo Instituto Lixo Zero, o prêmio possui 18 categorias, como ações comunitárias, beleza e saúde, celebridades/influenciadores, indústria lixo zero, logística reversa, tecnologias e redução e reuso. A cerimônia de premiação da IV edição do Prêmio Lixo Zero ocorrerá no dia 15 de dezembro em Cuiabá (MT). No mesmo dia, será realizado o Encontro Melhores Práticas Brasil. Ambos serão no Centro de Eventos do Pantanal. O Encontro Nacional Lixo Zero será transmitido pelo YouTube do Centro SEBRAE de Sustentabilidade e o Prêmio Lixo Zero Brasil pelo YouTube do Instituto Lixo Zero Brasil.

“A premiação tem como objetivo reconhecer e agradecer aqueles que mais difundiram o conceito lixo zero no país em 2022 e as Verdes Marias têm sido, de forma consistente e eficiente, um importante canal de conscientização e promoção de boas práticas rumo ao lixo zero”, afirma Rodrigo Sabatini, presidente do Instituto Lixo Zero Brasil. 

Problemas ambientais, proliferação de doenças e morte de animais

O acúmulo de lixo é um problema em todo o mundo. De acordo com o Banco Mundial, a produção de lixo deve alcançar 3,4 bilhões de toneladas anuais até 2050, o que representa um aumento de 70% na comparação com as 2 bilhões de toneladas produzidas em 2016. O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas, atrás somente dos Estados Unidos, da China e da Índia. Dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) apontam que o índice de reciclagem do país é de apenas 4%.

Os números alertam para um cenário cada vez mais grave. A má gestão de resíduos gera poluição ambiental, contaminação do solo e da água, destruição de habitats naturais, proliferação de doenças e até mesmo a aceleração do aquecimento global, já que aumentam as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera. A poluição plástica é um dos principais vilões para a preservação dos oceanos e ameaça a vida da maioria das espécies marinhas, que variam desde plâncton e moluscos até mamíferos, além de afetar negativamente a produtividade de alguns ecossistemas marinhos mais importantes do mundo, como manguezais e recifes de corais. Em 2050, os oceanos terão mais plástico do que peixes, segundo um levantamento feito pelo Fórum Econômico Mundial e pela Ellen MacArthur Foundation. 

“Acreditamos que tanto governo, empresas e organizações têm um papel importante no combate ao lixo. Por trás de todos esses lugares tem pessoas, que podem e devem se comprometer em mudar a forma como consumimos e descartamos. Nós buscamos mostrar que é possível mudar e todo comportamento conta”, afirma Mariana Moraes, do Verdes Marias. 

Pequenas ações e grandes impactos

Desde seu surgimento em 2018, o Verdes Marias aborda a gravidade desse panorama, trazendo exemplos de como é possível agir para construir um mundo mais sustentável. Com pequenas ações e mudanças de hábito no dia a dia, cada indivíduo pode fazer a diferença. Esses gestos são chamados por elas de microrrevoluções, pois o conjunto dessas escolhas influencia nosso entorno de maneira revolucionária. Uma das microrrevoluções para diminuir o lixo é repensar o consumo, pois muito do que as pessoas compram será descartado. Em uma sociedade que preza pelo consumismo, é comum que o ato de comprar se torne automático, mas é preciso refletir sobre a necessidade de adquirir novos itens.

O Verdes Marias cita várias atitudes para reduzir os resíduos como fazer compostagem, usar fraldas de pano em bebês, realizar compras a granel, reutilizar embalagens e ter um kit com itens que evitam a geração de lixo. Os principais itens desse kit são um copo reutilizável, uma ecobag, talheres para comer na rua sem usar descartáveis e um canudo reutilizável. As irmãs também aconselham o uso de sacolas de pano ou outro material ecológico em compras de alimentos. 

Outras dicas são comprar móveis usados, adquirir roupas em brechós ou realizar trocas, investir em sebos para nutrir o acervo de livros e produzir produtos de limpeza e cosméticos com receitas caseiras. Quando houver necessidade de comprar algo novo, é recomendável adquirir objetos com menos embalagens e escolher preferencialmente materiais de papel, vidro, alumínio e outros que podem ser reutilizados, reciclados ou compostados.

Podcast ensina sustentabilidade para crianças

Em abril deste ano, as irmãs do Verdes Marias lançaram o podcast “Contos da Capivara” em vários tocadores, entre eles o Spotify (https://spoti.fi/3Lh0v4i). Idealizado em conjunto com a produtora Poétika, o podcast utiliza contos infantis para falar sobre sustentabilidade e meio ambiente de uma forma leve e lúdica e pode ser ouvido por pais e filhos. Indicados para crianças acima de quatro anos, os episódios têm oito histórias inéditas escritas por autores brasileiros da literatura infantil, como Claudia Vasconcellos, Kiusam de Oliveira, Edson Natale, Julia Medeiros, Marcelo Maluf, Thata Alves, Caru Ricardo e Ciro Campos do Planeta OCA. 

Todos os episódios contam com a personagem Clara, a Capivara, que traz dicas de como as famílias podem levar uma vida mais sustentável. Entre os conteúdos abordados na série “Contos da Capivara” estão o acúmulo de lixo e questões ambientais. Escrita por Claudia Vasconcellos, o primeiro episódio traz a história “Bricabraque” e tem a participação do Menos 1 lixo. A história fala sobre consumismo e ressalta a importância de reciclar brinquedos e outros objetos.

Sobre o Verdes Marias

O Verdes Marias é um movimento de três irmãs chamadas Mariana Moraes, Maria Carolina Moraes e Maria Clara Moraes, que buscam inspirar pessoas a ingressarem numa vida mais sustentável, por meio de microrrevoluções em suas vidas. Ele é baseado nos eixos “Por menos lixo, mais orgânicos e uma vida mais consciente”, que tem se proposto a testar iniciativas, projetos, produtos, alimentos e experiências mais sustentáveis e compartilhar suas descobertas. O projeto começou porque Mariana começou a propor desafios para que suas irmãs aos poucos adotassem práticas mais sustentáveis em suas vidas. Amigos e familiares gostaram da ideia e também se interessavam em saber por onde começar quando querem “mudar o mundo”, e com isso surgiu o projeto.