terça-feira, março 5, 2024

‘Nigella russa’ é condenada por criticar governo de Vladimir Putin

Leia também

Guylian traz novidade em sua linha para Páscoa

A marca de chocolate belga aumenta seu portfólio com...

Inscrições abertas para a Meia Maratona 21k Sergipe Run

Consolidada como uma das mais importantes corridas de rua...

10ª Edição do Café com Case discute o direito à cidade

Organizado por estudantes do quarto período do curso de...

A chef-celebridade russa Veronika ‘Nika’ Belotserkovskaya, de 52 anos, foi condenada a 9 anos de prisão por criticar a invasão da Rússia na Ucrânia, segundo o site Daily Star. Nika é comparada à chef e apresentadora britânica Nigella Lawson e é muito popular em seu país, com 1,3 milhões de seguidores só no Instagram.

Veronika recebeu a sentença após novas leis recentemente aprovadas na Rússia, que punem severamente qualquer crítica ao governo. A chef havia se manifestado duramente em suas redes sociais, afirmando, dentre outras coisas, “Acima de tudo, para ser honesta, tenho medo do BOTÃO VERMELHO”, fazendo referência à guerra na Ucrânia.

Seu comentário mais contundente foi dirigido especificamente ao presidente russo Vladimir Putin, que ela descreveu como “um mal absoluto”.

A chef estava na França, onde tem uma propriedade, quando recebeu a acusação, por isso não foi detida fisicamente. A sentença foi proferida nesta segunda-feira (6). Em suas redes sociais, Veronika se manifestou contra a decisão da justiça em seu país.

“(…) Caros jornalistas, meu telefone está destruído. Mas, pelo amor de Deus, desculpe – não quero comentar nada. Eu simplesmente não vejo sentido nisso. No entanto, está claro para todos. Só quero lembrar (por exemplo) que em 1937 o acadêmico Nikolai Alexandrovich Kozyrev (astrofísico) foi condenado a dez anos por tentar roubar o rio Volga. Volga! Estava escrito na acusação: ‘Tentei roubar o Volga da Rússia para o Ocidente’. Como você pode comentar sobre esse absurdo feroz? Não sei. E sinto muito por aqueles que não tiveram tempo ou não podem escapar deste inferno. E este é apenas o começo. (…) Obrigada pela compreensão.”

Fonte feed: Via Feed Revista Menu