segunda-feira, fevereiro 26, 2024

Projeto Jogando Limpo com o Mangue: ação coleta mais de 1,5 tonelada de detritos

Leia também

Cachaça de Jambu e Licor de Banana estrelam carta de drinks com raízes brasileiras do Miltes Bar

Com preparos autorais exóticos, o novo empreendimento gastronômico curitibano...

Confira as opções de lazer para as famílias neste fim de semana

Parque temático, encontros com o personagem Bita, Semana do...

Projeto Tamar lança exposição no RioMar Aracaju

RioMar Aracaju recebe exposição educativa do Projeto Tamar A partir...

Neste sábado, shopping de Aracaju promove mais uma campanha de adoção de pets

Adoção de Estimação acontece neste sábado (24), em parceria...

Inscrições abertas para cursos gratuitos no Instituto JCPM em Aracaju

Oportunidades em três diferentes formações são destinadas a jovens...

Projeto Jogando Limpo com o Mangue realiza ação na Maré do Apicum e coleta mais de 1,5 tonelada de detritos

Mais de cem voluntários e órgãos ambientais participaram da coleta simbólica, percorrendo 1 km do ecossistema localizado na comunidade. Esta foi a edição do projeto com a maior pesagem de detritos de todos os anos 

Como parte das comemorações alusivas ao Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, o RioMar Aracaju realizou a 7ª edição do Jogando Limpo com o Mangue, projeto que tem como objetivo alertar a sociedade para a degradação dos manguezais em Sergipe e a necessidade da preservação do ecossistema.

 Na última sexta-feira, 2 de junho, o RioMar Aracaju, em parceria com o Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM), reuniu diversos órgãos ligados à proteção do meio ambiente, através do projeto Jogando Limpo com o Mangue, para realizar a limpeza simbólica de 1 km do ecossistema da Maré do Apicum, comunidade localizada nas proximidades do manguezal do bairro Coroa do Meio.

Jaryo Lima, superintendente do RioMar Aracaju, agradecendo aos órgãos parceiros e voluntários

Entre os apoiadores da causa sustentável, estiveram presentes o Corpo de Bombeiros, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semac), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care), Fundat, Marinha do Brasil, Pelotão Ambiental, Emsurb, Guarda Municipal, Associação dos Pescadores e Fundação Pedro Paes Mendonça.

A sétima edição do projeto conseguiu coletar mais de 1,5 tonelada de resíduos descartados de forma incorreta no manguezal, entre rede de pesca, pneus, geladeiras, cadeiras, bonecos, árvore de natal, mesas, cooler, manequim, mala, dentre outros detritos.

“Essa edição superou todas as outras realizadas nos anos anteriores. Com o apoio de vários órgãos e instituições foram retirados do mangue detritos que irão permanecer degradando o ecossistema por anos a fio. O trabalho de conscientização junto à comunidade apenas começou e vamos trabalhar, nos somar às associações que atuam na Maré do Apicum, para buscarmos soluções que beneficiem tanto o mangue como a comunidade”, pontua Vivianne Andrade, Coordenadora de Sustentabilidade do RioMar Aracaju.

Ação realizada na comunidade da Maré do Apicum foi a primeira de uma série, que será realizada junto aos moradores da localidade. No decorrer do ano, outras iniciativas de caráter educativo serão implementadas pelo RioMar Aracaju e IJCPM, com o objetivo de formar agentes protetores e fiscais ambientais entre a coletividade.