segunda-feira, março 4, 2024

Mercado de produtos veganos aumenta 40% no Brasil; entenda

Leia também

Guylian traz novidade em sua linha para Páscoa

A marca de chocolate belga aumenta seu portfólio com...

Inscrições abertas para a Meia Maratona 21k Sergipe Run

Consolidada como uma das mais importantes corridas de rua...

10ª Edição do Café com Case discute o direito à cidade

Organizado por estudantes do quarto período do curso de...

Com o aumento no número de veganos na população, a gastronomia nacional busca alternativas para a inclusão

Veganos são mais de 3% da população. Reprodução: Freepik

O veganismo no Brasil está crescendo cada vez mais. Dados da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) estimam a existência de pelo menos 7 milhões de veganos. E os números não param por aí!

Segundo empresários do setor vegano entrevistados pela Folha, o mercado vegano no Brasil cresceu cerca de 40% nos últimos anos. Atualmente existem pelo menos 3.523 estabelecimentos que oferecem pelo menos uma opção vegana no cardápio.

O veganismo surgiu como uma resposta ao crescente questionamento ético em relação ao uso de animais para alimentação e outras finalidades. No início do século XX, grupos vegetarianos já defendiam a não utilização de carne. 

História do veganismo

Foi apenas em 1944 que o termo “vegan” foi cunhado por Donald Watson e seus colegas da Vegan Society. Watson foi pioneiro na agricultura vegana e viveu até os 95 anos com seus princípios e estilo de vida vegano. 

A palavra “vegan” foi criada a partir da junção das primeiras e últimas letras de “vegetarian”, com o objetivo de estabelecer um movimento mais abrangente e consistente. O veganismo se propõe a ir além da simples exclusão da carne, buscando eliminar qualquer forma de exploração animal. 

Os fundamentos do veganismo estão enraizados na compaixão pelos animais, na justiça social e na preocupação com o meio ambiente. A ideia central é reconhecer que os animais têm direito à vida e à liberdade, não devendo ser usados como meros recursos para satisfazer nossas necessidades.

Como surgiu o veganismo no Brasil?

O veganismo no Brasil surgiu no final da década de 1940, com a criação da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). A SVB foi fundada por um grupo de pessoas interessadas em promover a alimentação vegetariana no país, com o objetivo de conscientizar a população sobre os benefícios dessa dieta para a saúde e o meio ambiente. 

Com o passar dos anos, a SVB passou a incluir o veganismo em sua atuação, buscando conscientizar as pessoas sobre a exploração animal e promovendo opções veganas de alimentos e produtos. 

O movimento vegano no Brasil ganhou força nas últimas décadas, com o surgimento de diversas organizações e grupos que defendem essa filosofia. 

Ficar sem ingerir alimentos de origem animal faz mal?

Não, desde que seja feito de forma planejada e equilibrada, é possível ter uma dieta vegana saudável e nutricionalmente adequada. 

É importante garantir a ingestão adequada de nutrientes como proteínas, ferro, cálcio, vitamina B12 e ômega-3 através de fontes vegetais ou suplementos, se necessário. 

Consultar um profissional de saúde especializado pode ajudar na elaboração de uma dieta vegana balanceada.

Quais são as vantagens em ser vegano?

As vantagens em ser vegano incluem uma redução significativa no sofrimento animal, menor impacto ambiental devido à diminuição do consumo de produtos de origem animal. 

Outros pontos são a melhoria na saúde geral, como redução do risco de doenças cardíacas e certos tipos de câncer, além de uma maior consciência sobre a ética e a sustentabilidade.

Inclusão de pratos veganos no mercado alimentício

Incluir pratos veganos no cardápio é importante para atender às demandas de um público cada vez maior de consumidores veganos e vegetarianos. Também pode ser uma alternativa de atrair aqueles que buscam novas opções de alimentos e ingredientes, mais saudáveis e sustentáveis, sem origem animal.

Isso amplia o alcance do mercado e promove a inclusão, diversidade e respeito às escolhas alimentares individuais. Confira algumas ideias de receitas veganas para incluir no dia a dia:

  1. Chili vegano de feijão com legumes.
  2. Espaguete de abobrinha com molho de tomate caseiro.
  3. Hambúrguer vegano de grão-de-bico com acompanhamentos.
  4. Salada de quinoa com vegetais grelhados.
  5. Curry de legumes com leite de coco.
  6. Tacos veganos com recheio de cogumelos e guacamole.
  7. Pizza vegana com massa integral e cobertura de legumes.
  8. Sopa cremosa de abóbora com leite vegetal.
  9. Wrap vegano recheado com homus, vegetais e tofu grelhado.
  10. Sobremesa de mousse de chocolate vegano feito com abacate e cacau em pó.
  11. Risoto vegano de cogumelos com arroz integral.
  12.  Bolinho de lentilha assado com molho de tahine.
  13. Pad Thai vegano com macarrão de arroz e legumes.
  14. Lasanha vegana com camadas de legumes e molho de tomate.
  15. Salada de grão-de-bico com tomate, pepino e ervas frescas.
  16. Tofu grelhado com legumes salteados.
  17. Cookies veganos de aveia e passas.
  18. Smoothie bowl vegano com frutas frescas e granola.
  19. Pão integral vegano caseiro.
  20. Torta de maçã vegana sem glúten.

Ainda há desafios para o veganismo no Brasil, como a falta de informação sobre essa filosofia e o preconceito em relação aos veganos. Em algumas regiões do país, pode ser difícil encontrar opções veganas fora dos grandes centros urbanos. 

Mesmo assim, o veganismo tem ganhado cada vez mais adeptos no Brasil e se tornando uma opção cada vez mais viável e acessível.